quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Demônios Sexuais - Incubus e Sucubus

  




São demônios que se apoderam dos sonhos, Incubus são demônios masculinos que afetam as mulheres e Sucubus são demônios femininos que afetam os homens, ambos agem durante a noite sugam a força vital das sua vitimas, tem aparência sedutora de acordo com o padrão de beleza da vítima e da época, segundo os demonologistas ambos os nomes se tratam de um mesmo demônio que apenas muda de figura conforme a sua vitima, por exemplo em forma masculina caso a vítima seja uma mulher e em forma feminina caso trate-se de um homem.
 O ataque acontece durante o sono da vitíma, nunca ouviu-se o relato da chegada desse demônio a vítima so percebe o ataque quando o ato sexual já está em andamento.

Esta é um quadro de Henry Fuseli, chamado Incubus 
Muitas pessoas acreditam se tratar de uma lenda causada devido as repressões medievais, as pessoas tinham muito medo de manisfestar seus desejos então enquanto dormiam as pessoas acabavam tendo as chamadas poluções noturnas, mas o medo da Igreja, que sempre lhes lembrava a respeito do lago de fogo e enxofre que estaria esperando os  "fornicadores" , essas pessoas se sentiam culpadas por que havia a obrigação de "confessar os pecados" e então esses atos sexuais, na verdade uma reação orgânica normal, passou a ser atribuído a demônios fornicadores que  "obrigavam" essas pessoas a manter relações com eles. Assim, a culpa não recaía sobre a pessoa e sim sobre um demônio.  E como o problema era comum a quase todos, essas estórias se espalharam e então todos acabavam sendo "vítimas " desses demônios de vez em quando.

Algumas mulheres relatam que sentem como fogo em suas partes íntimas quando esses demônios as possuem, mas que o esperma deles é frio como o gelo. O objetivo do íncubo é o prazer, além de sugar a energia da vítima. Mas geralmente estes encontros não são nada prazerosos para as mulheres
Ataque a uma freira
Mulheres grávidas de demônios já foram exploradas em diversos filmes de cinema, e talvez o mais famoso seja "O Bebê de Rosemary". Outro filme que explora o tema "O Herdeiro do Diabo".

Características de um ataque íncubo:


Algumas características que vão te ajudar a saber se foi vítima de um ataque de um íncubo.

- "Sonhou" com o ataque. Os ataques ocorrem em sonho.
- Um peso sobre seu tórax
- Região sexual ficar quente
- Sentir um líquido frio penetrar seu corpo
- Acordar muito fraca, pois o íncubo suga sua energia vital
- Ter em sua cama registros físicos do ataque, como sangue e/ou fezes

Talvez a imagem mais famosa que ilustre os textos que falam de íncubos seja esta :)

Causas de um ataque de íncubo 


Segundo o famoso ocultista H. Ridley, em Incubato e Sucubat, o ataque pode ser distinguido em quatro formas:

- Possessão Involuntária: A vítima estando na cama e geralmente dormindo ou semi dormindo, sente um peso asfixiante e a sensação de um corpo invisível em contato com o seu do qual recebe ardentes carícias, preliminares de uma cópula esquisita, que a deixa muito fraca e dolorida. Geralmente são mulheres tomadas de fanatismo religioso tão grande, que acaba formando no astral "entidades" com a forma que elas abominam (forma-pensamento). Só ocorrem se a mulher estiver com desequilíbrio psíquico. A imaginação cria uma imagem, a vontade da pessoa faz ela ficar real no "plano astral", pronta para possuí-la sexualmente.

- Possessão Satânica: O bruxo toma parte voluntária no ato. Evoca a Satã para que apareça revestido do sexo oposto, e a ele se entrega com tal fé e certeza do fenômeno, que segundo relatos verídicos e pelo visto em casos dos nossos dias, o evocador demonstra gozar com a união demoníaca todos os prazeres que ela promete; efetivamente, oferece todos efeitos fisiológicos de um coito normal.

- Evocação dos Espíritos: É também uma possessão voluntária e é ocasionada na maioria dos casos pela evocação de uma pessoa amada recentemente falecida, que aparece durante o sono, estando a pessoa que evoca desperta, para entregar-se com ela ao sexo.

- Possessão Mágica: Um mago projeta-se em corpo astral e materializa seu corpo para ir possuir o objeto de seus apetites carnais. Trata-se de Magia experimental. Valendo-se de conhecimentos ocultos, estabelece uma relação astral com a pessoa pelo mago escolhida, por um ato de feitiçaria, servindo-se de qualquer objeto pertencente a mesma. Se o objeto for cabelo, um pano manchado com sangue ou uma roupa íntima usada por um tempo, muito melhor.

Quem são esses demônios?


De acordo com Franz Hartmann, um íncubo/sucubus pode ser:

- Parasitas do plano astral que se transformam em  elementos astrais do homem em consequência de uma imaginação libidinosa.

- Formas astrais de pessoas falecidas (elementares), que de maneira consciente ou instintiva são atraídas pelos luxuriosos, manifestando sua presença de maneira tangível, mas invisível, e que tem relação carnal com suas vítimas.

- Corpos astrais de feiticeiros ou bruxos que visitam as mulheres com o objetivo sexual. São inúmeros os magos negros capazes de "desdobramentos" que utilizam de seus poderes para satisfazer seus desejos carnais.

Para a ciência, um íncubo é simplesmente um:

- Delírio da mente humana, causados pela sociedade religiosa rígida, autoritária. É comum, principalmente na adolescência, ocorrer a famosa "polução noturna", onde as mulheres tem orgasmos e os homens ejaculações. É algo perfeitamente normal, orgânico, mas para uma pessoa com medo do fogo do inferno, torna-se algo horripilante.

Pintura do peruano Boris Vallejo feita em 1979 chamada "Burning", retrata um íncubo atacando uma vítima.

Alguns relatos de ataques de íncubos


Selecionei alguns relatos de mulheres que foram atacadas por íncubos:

Me Tocaram Enquanto eu Durmo
Enviado por Amanda para o AssombradO.com.br

Sou evangélica desde que me entendo como gente e sempre fiz tudo para agradar a Deus. Estive longe de amigos e festas (nunca fui). Tenho 20 anos e sou virgem....

Tudo começou aos 15 anos se não me engano, quando eu ia dormir eu sentia algo me tocando, fazia coisas comigo, eles transavam comigo... Eu sentia me penetrar, era a coisa mais horrível do mundo pois eu nunca fiz isso e me sentia como se eles me estuprassem. O mais estranho (ou talvez o bom) é que mesmo assim não tiraram a minha virgindade.

Decidi escrever.... desculpem se não soube escrever direito, é que eu estou chorando e meu coração bate forte. Me sinto abandonada pelo ser que mais amo no mundo: Deus. Talvez ele não seja tão bom quanto dizem.

Por favor, publique a minha historia! Estou super nervosa e tomei coragem para escrever porque eu sei que tem pessoas que passam o mesmo que eu.

Se vocês sabem de algo, escrevam abaixo nas opiniões sobre o que pode ser essas coisas.

Nunca contei isso a ninguém, nem aos meus pais.


Aconteceu algo apavorante comigo
Por LGA. Enviado para o Sobrenatural.Org em 08/02/2007

Me chamo L. e tenho 38 anos. Há exatamente 4 meses têm acontecido coisas estranhas comigo. Já pensei em mandar este relato há muito mais tempo, mas sempre tive muita vergonha pelo fato do que aconteceu comigo e do teor sexual.

Pois bem, eu irei contar apesar de saber que muitas pessoas irão caçoar e me chamar de mentirosa. Espero que vocês do site não pensem dessa mesma maneira e me dêem explicações do que aconteceu comigo.

Moro em Curitiba e há 4 meses aconteceram coisas estranhas comigo. Me divorciei há 1 ano e tenho um filho de 3 anos. Eu estava em casa quando uma amiga minha me ligou dizendo que estava preocupada comigo porque sonhava constantemente que eu estava sendo atacada por alguma coisa que ela não sabia descrever. Eu pensei que era somente um pesadelo e pelo fato dela ser usuária de drogas leves, achei que fosse normal ela ter esses tipos de pesadelos, disse para ela não se preocupar e continuei na rotina de casa.

Lá pelas 10 da noite levei meu filho no quarto e o fiz dormir e decidi dormir também. Peguei no sono e acordei apavorada, mas acordei com muito medo! O quarto estava escuro e notei uma luz bege próxima da minha cama. Havia um cheiro muito forte de fezes e carne estragada. Fiquei petrificada de medo, não conseguia me mover e só pensava no meu filho. Foi quando senti um peso sobre mim e comecei a respirar com dificuldade, senti que algo estava tentando me possuir, me senti sendo violentada por algo, como se fosse um pedaço de ferro gelado. Senti uma ardência e fortes dores na vagina, como se eu estivesse sendo violentada por um pedaço de ferro. Fiquei nesse martírio por algum tempo. Foi quando me viraram de bruços e me penetraram pelo ânus. Sangrei muito e defequei pela cama. Acabei desmaiando e quando acordei havia sangue pela cama e manchas de fezes, mas não havia fezes.

Fui ao hospital e me disseram para dar parte à polícia porque eu havia sido violentada, mas eu não vi quem fez isso comigo.

Tenho pesadelos constantes a partir deste dia e fui a vários espíritas para me dizerem o que aconteceu, mas até agora ninguém me disse exatamente porque fui atacada desta forma. Uma médium me disse que foi um bicho, uma entidade que foi paga com sangue por uma conhecida minha que quer ver a minha desgraça, mas não conheço ninguém que me queira mal.

Espero que vocês do site me digam o que aconteceu comigo...

Enviado por Artemisia Absinthium para o site Sobrenatural.Org em 25/01/2011

Bom, venho aqui tentar desabafar e relatar um negócio estranho que se repetiu em menos de 2 meses e em circunstâncias parecidas.

O primeiro episódio foi em meados de dezembro passado. Eu dormia de tarde no quarto dos meus pais e estava tendo um sonho 18+, quando recobro a lucidez e não consigo me mexer. Conseguia ver minha gata, que estava do outro lado do quarto, mas não consegui ver claramente o que tinha em cima de mim, mas eu me sentia afundando na cama e como se alguém estivesse puxando minha calça para baixo. Tentei desesperadamente gritar e não saiu voz. O que eu faço em momentos assim foi sempre tentar me mover, mas dessa vez demorou um pouco para eu acordar totalmente e a sensação de peso sair. Tá...

Estudei bastante sobre magia natural nesses dias (mais do que nesses 10 anos de curiosidade "mágica"). Tive um aumento significativo da sensibilidade (pessoas com energia negativa agora me fazem amplificar todo e qualquer pensamento negativo meu, me oprimindo e me fazendo chorar às vezes) e aconteceu de novo... Hoje. 

Ontem eu dormi no quarto dos meus pais (pedindo proteção e dizendo em oração que eu estava em equilíbrio com minhas energias) e nada ocorreu, mas essa tarde lá estava eu dormindo (e sonhando que estava com meu namorado =P) quando lá vem a sensação de não conseguir me mover. Eu consegui visualizar (e sentir na pele) um vulto negro me abraçando por trás, ao que de imediato eu lembro de ter dito em pensamento: "Em nome da Deusa eu te proíbo, me deixa em paz!" e acordado livre, leve e solta.

Meus pais não tem uma boa relação conjugal. E eu soube que há uns anos alguns espíritos obsessores ficavam ao redor de casa, mas minha mãe disse que fez algumas orações e minha tia (que é espírita e foi quem lhe relatou) também. Sei que é esse o denominador comum dos episódios: dormi no quarto dos meus pais e creio que o que quer que esteja por lá me acompanhou e se aproveitou do fato de eu não ter pedido proteção antes de dormir e entrar no astral.

Só sei que até agora eu já fiz oração em latim a São Bento, acendi incensos e desenhei uma runa de proteção embaixo do meu colchão, mas não consigo dormir com isso na minha mente. Se fosse só um episódio, beleza, é paralisia do sono. Mas já é a segunda vez e em circunstâncias semelhantes!
 


Fonte: http://www.assombrado.com.br,  wikipedia 


segunda-feira, 21 de julho de 2014

MISTÉRIO EM CASA NO INTERIOR DO RS




Na casa residiam uma familia com três filhos, um menino de oito anos e duas meninas, de 11 e 15 anos e o fenômeno mais comum informado por testemunhas foi chamado de  "chuva de pedras". Elas caiam dentro da casa mesmo com as portas e janelas fechadas. Além disso, móveis e objetos "andavam" e batidas eram dadas nas paredes.

"Jogavam pedras na casa, como uma chuva. A gente chamava a polícia. Ela vinha, olhava por tudo e não enxergava nada. A casa toda fechada e enchia de pedra dentro. Depois que acalmou um pouco as pedras, começou a virar os roupeiros", relata o casal que prefere não ser identificado.


Detalhes das pedras que caem sobre a casa
Pedra sobre o telhado de brasilite da casa, que não furavam, apesar da fragilidade.


Vizinho da Familia
A família foi amparada por vizinhos que chegaram a levar a família para outros locais, como um colégio. No entanto, os acontecimentos teriam voltado a ocorrer. "Todo mundo está com receio. Deu para ver vários fenômenos, como pedras aparecendo sem ninguém jogar e objetos dentro de casa se movendo sem ninguém tocar. Utensílios domésticos saíram de um lugar para o outro. A gente procurou socorrer a família de várias maneiras, levando para um colégio aqui perto. O fenômeno acabou acontecendo lá também", explica o agricultor Valdir Antônio Marquioro, que vive perto da casa onde ocorriam os episódios.

Sabendo do caso, um produtor de vídeos visitou a casa e filmou o fenômeno. Uma pedra caiu dentro da casa com tudo fechado enquanto ele filmava. Vendo a angustia da família, o produtor chamou um médium para exorcizar a filha mais velha, de 15 anos, que começou a apresentar um comportamento estranho. O exorcismo foi filmado e a menina diz que é o demônio quando questionada pelo médium.

"Um dia, o espírito levou ela para cima da casa, jogou ela para baixo e quebrou a telha", relata a mãe.

O médium Nelson Júnior Paz exorcizou a garota

O exorcismo não deu certo e os fenômenos não pararam na casa. Então eles tomaram uma medida drástica: destruíram completamente a casa!
O que provavelmente infelizmente  não vai resolver os problemas. Segundo estudiosos esses casos são causados pela adolescente, no caso a filha mais velha, de 15 anos, o espírito se utiliza de compostos físicos das meninas adolescente, principalmente no período de fertilidade, onde segundo estudiosos adolescentes do sexo feminino ficam mais predispostas a possessão.



A casa onde os fenômenos ocorriam na zona rural de Caiçara-RS.
Pesquisadores do paranormal começaram a perceber algumas coisas estranhas em relação à esse tipo de atividade:

A. Embora a atividade fosse intensa e parecesse que uma entidade estivesse causando tudo, essa "entidade" nunca era vista;
B. Diferente da assombração tradicional, o fenômeno era sempre temporário, durando apenas alguns dias ou poucos meses;
C. O Fenômeno parecia centrar-se em um indivíduo específico, chamado de "agente";
D. Na maioria dos casos, o "agente" era uma garota adolescente.

Como a Ana descreveu em sua matéria sobre Poltergeist, garotas passam por mudanças hormonais extremas durante a adolescência e por isso gastam muita energia emocional. Toda essa turbulência física e emocional parece facilitar um outro fenômeno psíquico: a telecinese (capacidade de controlar diretamente o ambiente com o pensamento), que pode ser uma capacidade humana reprimida. Sendo assim, essas adolescentes estariam lançando, inconscientemente, rajadas de energia telecinética no ambiente, liberando suas frustrações, medos e anseios contidos. Elas mesmas podem nem perceber que estão causando isso tudo, e passado o período dessas mudanças hormonais, tudo voltaria ao normal. Outra possibilidade seria que uma certa entidade "usasse" dessa energia em excesso da garota para gerar tais fenômenos, e quando essa energia acabava (passava o pico hormonal), a entidade ficaria igualmente sem força e a atividade cessaria.

sábado, 19 de julho de 2014

Os Canibais de Pernambuco

Os suspeitos de cometer o crime, formam um triângulo amoroso composto por um homem (Jorge Beltrão Negromonte da Silveira) de 51 anos, uma mulher (Isabel Cristina da Silva) de 52 anos, que seriam casados, e uma jovem (Bruna Cristina Oliveira da Silva) de 25 anos, amante do homem. Em depoimento à Polícia Civil, eles disseram que usavam carne humana para produzir salgados, que eram vendidos à população e servidos como refeição, inclusive para a criança (de 5 anos, encontrada na residência). Os suspeitos ainda confessaram guardar parte dos corpos das vítimas na geladeira.
Isabel, uma das suspeitas, revela que eles comeram 10 kg de carne humana entre três e cinco dias. “Bruna faz dieta, mas quando ela come carne come mesmo. Agora, eu já gosto mais de arroz e não como muita carne. Essa carne só durou pouco por causa da Bruna e da menina porque elas gostam muito de carne. A menina não sabia, ela pensava que era carne comum”. “Eu não comi muito a carne porque não sou de comer muito. Eu comi o fígado e alguns pedaços do corpo, mas não comi o coração”, diz Izabel.


De acordo com a polícia, os suspeitos falaram que faziam parte de uma seita, que pregava a purificação do mundo e a diminuição populacional. A meta seria matar três mulheres por ano.
O homem suspeito de comandar o trio nos assassinatos fez um livro, ilustrado e registrado em cartório, onde conta detalhes dos crimes e da vida dele. Nas páginas, há informações de que ele era formado em Educação Física e faixa preta em caratê. No livro, a amante de Jorge, Bruna, aparece com o nome de Jéssica, porque usava a identidade de uma vítima. “Ao olhar para o corpo já sem vida da adolescente do mal, sinto um alívio. Pego uma lâmina e começo a retirar toda a sua pele, e logo depois a divido. Eu, Bel e Jéssica nos alimentamos com a carne do mal, como se fosse um ritual de purificação, e o resto eu enterro no nosso quintal”, diz um trecho do livro.
Em entrevista à TV Jornal, de Pernambuco, Jorge admitiu ter matado as três vítimas, mas se recusou a chamar a atitude de assassinato. “Eu digo que foi missão porque nenhuma folha cai sem a permissão do grande Deus. Todas essas pessoas estão purificadas. Todas estão com Deus e purificadas”, disse Jorge, atrás das grades. Ele disse à TV que as vítimas eram escolhidas por dois seres que ele chamou de arcanjo e querubim. “Nessas duas últimas missões, quem me ajudou foram as duas pessoas, duas crianças ainda, um branco e um negro, que desde cedo estão na minha vida e que passam todas essas informações para mim”.
Jorge afirmou não ter religião e disse que comia a carne das vítimas para completar o ritual de purificação.


De acordo com ele, sua mulher, Isabel era quem atraía as vítimas. “Ela começava a mostrar filmes bons. No momento, a pessoa ia melhorando. Depois que conversava, a gente via que a hora tava certa pelas quantidades de palavras boas e palavras ruins que ela falava”. O suspeito de matar as mulheres disse não recordar o que usava para esquartejá-las, mas afirmou que não havia tortura. “Ela [a vítima], antes [de ser morta], chorava e falava alguma coisa, e eu dizia: seus pecados estão perdoados”.
A polícia começou a desvendar o crime quando encontrou os restos mortais das mulheres na residência deles. Um dos dois corpos seria de uma mulher desaparecida desde fevereiro; o outro, de uma mulher de 20 anos, que sumiu no dia 15 de março. Depois de as famílias das vítimas prestarem queixa, a polícia localizou o trio quando uma fatura de cartão crédito chegou à casa de uma das vítimas. Imagens das câmeras de segurança de lojas onde as compras foram efetivadas mostravam os suspeitos.
As vítimas também teriam sido vistas perto da casa dos investigados antes de desaparecerem. A polícia conseguiu mandados de prisão e de busca e apreensão e, ao ser abordada, uma das mulheres teria assumido os crimes e revelado o local onde os cadáveres estavam enterradas. Segundo a polícia, a menina de cinco anos que morava com o trio testemunhou os crimes cometidos na casa. Em depoimento, ela contou que o pai teria cortado o pescoço das vítimas.
(Fontes: G1.com e Folha.com)